NOTÍCIAS

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

Recomenda-se escolhas alimentares adequadas e utilização de técnicas dietéticas que melhorem o potencial nutritivo do alimento. 

 

Dieta sustentável é aquela que contribui para a saúde e também para um sistema alimentar que não degrade os recursos naturais. Recomenda-se o incentivo para utilização de alimentos naturais e locais, a minimização do desperdício, escolhas alimentares adequadas, a utilização de técnicas dietéticas que melhorem o potencial nutritivo do alimento e diminuam não só os resíduos, mas também contribuam para a sustentabilidade nutricional do indivíduo e do seu entorno.

 

No cotidiano das pessoas, o alimento passa a ser reconhecido como um produto que possui história e implicações mais complexas e profundas desde o plantio até à mesa do consumidor. A utilização de produtos sazonais, de produtores locais e orgânicos deve ser estimulada, pois promovem uma nutrição sustentável . 

 

Atualmente, 54% da população mundial vive em cidades e até 2050 serão cerca de 66%.  Esta população com estilos de vida tão vulneráveis merecem atenção quanto as melhores e possíveis escolhas alimentares sustentáveis.

Em termos sociais deve haver um maior protagonismo da população em processos de decisão, incorporando seus saberes, culturas, e anseios alimentares e abrindo perspectivas para maiores convergências nas decisões sobre o que e como as populações devem comer.

 

Analisando indicadores econômicos, sociais, nutricionais e ambientais, percebe-se a necessidade de agregar esforços para otimizar ações que promovam o pertencimento, o empoderamento, com resgate das preparações culinárias tradicionais e regionais, a utilização de alimentos mais sustentáveis e avanços nas políticas públicas que viabilizem inclusão participativa, com acesso da população a alimentos de menor custo, mais saudáveis e sustentáveis.

Profa. Dra. Sonia Tucunduva Philippi, Docente e pesquisadora da USP, Membro do Grupo de Comunicação e Mídia do CRN-3.